segunda-feira, setembro 21

MINHAS CASAS


O melhor da minha vida
 não foi um homem
muito menos uma mulher.
O melhor
foi a despedida peregrina
dessas duas casas.
Prefiro todas as outras.

(Cibele Camargo)

31 comentários:

wcastanheira disse...

Grande Cibele, belo texto, levou-me a pensar, pensar, qdo pensei q não ia mais pensar nele, voltei e...pensei, fiquei pensando, ainda não sei se tens razão, mas, está pertinho dela, na minha opinião. bjos, bjos, bjoss

Wanderley Elian Lima disse...

Mais um dos seus belos poemas. Eles me encantam.
Beijos

Alegria Joie Joy disse...

lindo poema Cibele, com poucas palavras ou se diz tudo ou se faz pensar.

Até mais.

Renata Vasconcellos

MiLaGroS disse...

Pasé a saludarte. Un abrazo.

João Olavo-Traços de um homem disse...

Belo poema...deixa a pensar mesmo..
Beijos

Maria Emília disse...

O melhor é sempre a libertação. Nada possuir é possuir tudo.
Um beijo,
Maria Emília

João de Sousa Teixeira disse...

Bom dia

Esta Glória Perez tem cada uma:

Fogos

O meu amor tem artifícios
vários
isso de fazer juras
dizer que não te esqueço e espero
toda a noite
com a porta destrancada
e para encanto teu,
num gesto de comício
rasgar o coração
de puro vício.

Minhas homenagens
João

M. Angel disse...

LO MEJOR DE MI VIDA NO ERA UN HOMBRE

Lo mejor, es leer tan bella poesia
que nos lleva adentrarnos en tus casas.

Abrazo sincero

Léo Metallica disse...

Vê se eu entendí...

A aversão ao ser masculino e feminino como homo sapiens.

Em contrapartida, você se apega as amizades sejam elas homens ou mulheres, não importando o sexo. A Amizade não tem sexo, portanto deixo os homens e mulheres de fora... entram os amigos.

Direto do Rio.
Beijos.

Fadinha disse...

Há uma brincadeira em meu blog...

Você esta convidada a participar se quiser...

desde já agradeço!!!

beijinhuuss

~PakKaramu~ disse...

Visiting your blog

Vєrôηicα disse...

é de uma leveza
e simplicidade...

amo teus poemas...

Lindo!

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Cibele...,
Lembrou-me das três vezes em que mudamos de casa... Sempre gostei dos lugares onde morei. Esta é a quarta casa, talvez seja a última...

Beijos e estou lhe convidando para um café bem quente, feito na hora e uns dedinhos de prosa..., agora que voltei,
Ana Lúcia.

margarita disse...

¡Que belleza hay en tus palabras!Son preciosos.
Saludos Cibele.

sueli aduan disse...

Belo, belíssimo poema,tão verdadeiro.
bjs

emilia soares disse...

Estou sempre atenta, o trabalho absorve meu tempo mas fica um pouco e passei por aqui,essas casas podem ser o universo unico do bem estar de quem assim escreve.
Emely
Bjs

Barbara disse...

Compreendi totalmente e nem imaginas o quanto eu estava precisando ler algo exatamente assim, exatamente isso.
Voltarei prá ler novamente até decorar.
Porque o sentido, já introjectei.
Precisava.
Preciso!
Obrigada.

Beatriz Prestes disse...

Lindo poema!!!
Lindo blog!
Um prazer e um presente estar aqui!
Vou tomar a liberdade e te linkar!!
Já estou como tua seguidora!
Beijão Cibele!!!
Bea

stella disse...

Resultado de la traduccióno nmejor da vida Amargo é saber desfrutar o momento, o instante, como dizes..nem homem nem mulher, é o momento de plenitude, Um abraço
Stella

tecas disse...

Concordo plenamente. Com poucas palavras diz tudo num excelente poema.Muito obrigada por visitar o meu blog e ser minha seguidora. Uma honra para mim que...pouco ou nada entendo de blogs.
Um bji amigo

La hija de la Lágrima disse...

tienes un premio en mi blog

Simone disse...

Oii...

Ame muitas coisas, porque em amar está a verdadeira força.
Quem ama muito conquistará muito, e o que for feito com amor estará bem feito!!

Linda semana...bjoss ^.^

O Profeta disse...

O amor cobre e descobre o seu rosto feliz
Um beijo anda solto de um sopro puro
Dois amantes dividem uma maré de espanto
O desamor ergue na vida um frio muro

Uma estrela do mar percorre o azul
Uma estrela no céu anuncia a claridade
Uma longa espera arrocha o peito
Um suspiro solta a incontida saudade

Ofereço-te uma estrela do mar


Mágico Beijo

Francisco Javier disse...

Lo mejor de la vida no es un hombre ni una mujer, sino la vida propiamente dicha, un placer visitar a vc, beijos.

O Outro Olhar. disse...

Olá Cibele.
Adorei seu blog, o meu é de Cultura e Arte no Recôncavo da Bahia.
Visita meu site, e aproveita e fica amiga tbm.
te espero.

JR disse...

Cibele, adorei ,lindo teu poema como sempre ,resumiu em poucas palavras ,tanta coisa que custamos tanto tempo pra entender ,que viemos ao mundo para não ter amarras ,a não conosco mesmo ,na lapidação diária deste diamante ainda tão brutalizado pelas muitas ida e vindas .
Um abraço

Manel Aljama disse...

Quanta verdade. Um bonito poema que diz muito em poucas palavras.
Belo texto.

Wilson Torres Nanini disse...

Um despojamento incrível de quem sai à procura de si. Adorei! Abraços!!!

PERPLEXIDADE disse...

uuuuuuuuuaaaaaaaaaaaaaaaaaauuuuuu

belíssimo texto!

Fernanda disse...

Parabéns pelo trabalho magnífico.

Imóveis à venda disse...

Anuncie seu imóvel ou busque o seu apartamento ou casa no melhor site do Litoral. Acesse www.IMOVEISAVENDA.net e saiba mais!!!